Graciosenses impedidos de cumprir pela primeira vez o voto de acção de graças à Senhora de Guadalupe e Senhora da Ajuda

0
65

Graciosenses impedidos de cumprir pela primeira vez o voto de acção de graças à Senhora de Guadalupe e Senhora da Ajuda

Mai 23, 2020 | Em destaque

Pandemia da Covid-19 impede celebrações comunitárias com a presença de peregrinos

A pandemia da Covid-19 não vai permitir que os graciosenses cumpram este ano o voto de 1717, de ação de graças às Senhoras da Guadalupe e da Ajuda, na ilha Graciosa, nos moldes habituais.

A 303ª procissão de penitência e acção de graças da Senhora de Guadalupe e Senhora da Ajuda seria realizada na próxima segunda-feira, 25 de maio. Mas a ouvidoria não poderá celebrar este momento histórico com a presença de fieis, nem na missa nem na romaria. A ilha Graciosa, a par de São Miguel só poderá reabrir as igrejas para celebrações comunitárias com fieis a 31 de maio e as romarias estão desanconselhadas.

Cumprindo as normas determinadas pela Autoridade de Saúde Regional, a Ouvidoria da Ilha Graciosa vai assinalar o voto com a celebração de uma missa reservada a celebrantes e leitores.

A missa será celebrada na Ermida de Nossa Senhora da Ajuda, no local onde todos os anos se realiza a celebração campal.

Os graciosenses podem seguir a cerimónia na segunda feira, 25 de maio, a partir das 18h00, nos canais do Padre Júlio Rocha, Ouvidor da Ilha Graciosa, rede social Facebook, pelo Youtube no canal Padre Júlio Rocha, ou ainda no MeoKanal 990511.

A maior peregrinação da ilha, entre as freguesias de Guadalupe e de Santa Cruz, resultante de um voto dos graciosenses por ocasião de uma violenta crise sísmica no ano de 1717.

(Notícia feita com a colaboração do Padre Carlos Espírito Santo e RTP Açores)

Fonte: Igreja Açores

O conteúdo Graciosenses impedidos de cumprir pela primeira vez o voto de acção de graças à Senhora de Guadalupe e Senhora da Ajuda aparece primeiro em Azores Today.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here