O caminho pode ser complexo, mas há formas de fazer a segmentação de clientes com sucesso, apoiada em dados, defende Manuel Loureiro neste artigo de opinião.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here